O destaque da MP 870 de 2019 estabelece que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) seja de responsabilidade do Ministério da Justiça, sob o comando de Sérgio Moro, assim como determinava o texto original da medida provisória. O trecho da MP, porém, foi alterado durante a tramitação no Congresso e transferiu o Coaf para o Ministério da Economia. O destaque foi rejeitado por deputados no plenário da Câmara e, portanto, o Coaf fica no Ministério da Economia.

Resultado de imagem para VOTAÇÃO CONGRESSO