Rua do Jardim Amélia não tem passagem sobre os trilhos.
Acesso improvisado carece de itens de segurança.


Linha de trem corta rua e causa problemas para moradores de Pinhais

Moradores do Jardim Amélia, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, fizeram um abaixo-assinado para que uma das ruas do bairro possa ser contínua. Na região, uma linha férrea corta a rua e impede que eles atravessem o lugar com segurança. Por isso, também, não há linhas de ônibus que cheguem até a região.

O documento dos moradores reuniu mais de 600 assinaturas. Eles pedem que seja feita uma passagem no local. O abaixo-assinado foi encaminhado à prefeitura, que promoveu estudos para resolver o problema. Contudo, eles dependem do aval da concessionária da linha férrea para construir a passagem.“Teríamos que ter esse novo acesso aqui, porque se não, as pessoas aqui vão ter um problema no futuro”, diz o funcionário público Josué Valério, que organizou o abaixo-assinado.

A América Latina Logística (ALL), responsável pela linha férrea, informou que terá que pedir autorização à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), para poder liberar a obra no local. Enquanto a burocracia não é superada, a prefeitura construiu uma passagem provisória, mas o local é sinalizado apenas por uma placa.

Ainda seria preciso asfaltar a passagem sobre a ferrovia e instalar semáforos, que avisem aos motoristas sobre o perigo. Aos maquinistas também é necessário a informação de que é preciso reduzir a velocidade no trecho.

Com a mudança, os moradores também poderão reivindicar uma linha de ônibus na localidade. Atualmente, eles precisam caminhar cerca de 2 quilômetros até o ponto mais próximo.