O Jornal mais lido de Pinhais

Get Adobe Flash player

VERSÃO IMPRESSA

OUTUBRO

SETEMBRO

 agosto

 

  julho 2019

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Três pedestres foram baleados na troca de tiros entre bandidos fortemente armados e guardas municipais, no bairro Emiliano Perneta, em Pinhais, na tarde de ontem. O tiroteio aconteceu depois da tentativa de abordagem a um Focus roubado, estacionado na Avenida Maringá. Os guardas foram recebidos a tiros e, na perseguição, os bandidos atingiram quem passava.

 

Na fuga, os marginais bateram o carro em um caminhão de gás e tiveram que parar. “Desceram atirando, roubaram um Cruze que estava estacionado e fugiram”, contou o supervisor Sérgio, da GM. O trio fugiu pela BR-116 e, em Colombo, houve nova troca de tiros. Lá atingiram o tanque de combustível de uma viatura da Polícia Militar, conseguiram fugir e não foram encontrados.Nenhum guarda ou policial militar ficou ferido.

Em Pinhais, o tumulto tomou conta da avenida por causa dos pedestres atingidos no tiroteio. Socorristas do Siate atenderam as vítimas. Um rapaz, de 19 anos, e um homem, de 51, foram encaminhados ao Hospital Cajuru. O rapaz recebeu alta ontem à noite. A outra vítima continua internada. Outro homem, de 35 anos, levado ao hospital por amigos, foi ferido de raspão na cabeça e também está internado.

Segundo a GM, os bandidos estavam com dois fuzis e duas pistolas. “Além das armas pesadas, encontramos quatro balaclavas, dois coletes balísticos e muitos ouriços (pregos torcidos usados para furar pneus)”, contou o supervisor. A suspeita é de que os estariam planejando algum assalto na região.

Semelhança

No Focus, que estava com as placas clonadas, os guardas também encontraram muita munição de fuzil. Havia dois carregadores, com 20 munições cada, e mais um pacote, totalizando 129 munições. “Estavam muito bem preparados para o que planejavam fazer e não pouparam munição ao trocar tiros com a equipe”.

Eles também carregavam um bloqueador de sinal telefônico. O calibre das armas e os ouriços são semelhantes aos usados pela quadrilha que enfrentou policiais civis em 26 de setembro, no Cajuru.

Além do que foi encontrado no Focus, os bandidos deixaram elementos importantes para identificá-los. “Um deles foi baleado e sangrou bastante, deixou marcas de sangue na parte interna do veículo. Eles também deixaram impressões digitais em várias partes do veículo, que serão analisadas”, explicou o supervisor Sérgio.

Peritos do Instituto de Criminalística coletaram informações e papiloscopistas do Instituto de Identificação recolheram as impressões digitais e o sangue do suspeito baleado. O armamento, junto com as munições, o material apreendido e o carro, foram encaminhados à delegacia de Pinhais. Imagens de câmeras de segurança da região também devem ajudar nas investigações. - parana-online

 

 

PUBLICIDADE LEGAL

 

PUBLIQUE SÚMULAS

FALE CONOSCO

tudoPinhais@gmail.com

(41) 36638447

41-99690-0125

 

CONTATO COMERCIAL

atendimento pelo email:

tudoPinhais@gmail.com

 

Visitantes

003720205
Hoje
Ontem
Ultima Semana
Ultimos Mêses
Este Mês
Último Mes
Total Geral
360
1850
7776
3697256
22949
67181
3720205

Your IP: 172.69.70.39
Server Time: 2019-12-12 05:25:39

Facebook