O Jornal mais lido de Pinhais

Get Adobe Flash player

O ex-namorado suspeito de matar a jovem Letícia Stefani Inácio Raimundo confessou o crime e disse que agiu por ciúmes, de acordo com a Polícia Civil. O rapaz foi preso em flagrante na casa dele, nesta segunda-feira (4).

O delegado Paulo Renato Caldas de Araújo afirmou que o suspeito, que não teve o nome divulgado, disse que viu fotos da vítima acompanhada nas redes sociais, o que fez com que ele fosse atrás dela.

No depoimento, o suspeito disse que chegou ao condomínio de Letícia perto das 2h de sábado (2) e que ficou esperando a jovem voltar para casa.

 

"Quando a vítima chegou, ele abordou ela, ele estava com ciúmes, houve uma discussão, segundo ele. Ela teria dado um tapa e também arranhado o pescoço dele, que levou a ele dar um empurrão. Diz ele que ela bateu a cabeça na parede e caiu desacordada. Ele disse que não se lembra de ter sufocado a vítima com o cadarço que foi encontrado pela perícia no local dos fatos, segundo a versão dele, né", afirmou o delegado.

 

Letícia tinha 24 anos e era técnica de enfermagem. O corpo dela foi encontrado com sinais de violência, no domingo (3), por vizinhos, atrás de uma escadaria do condomínio, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

 
 
Letícia Stefani Inácio Raimundo tinha 24 anos e era técnica de enfermagem — Foto: Reprodução/RPC

Letícia Stefani Inácio Raimundo tinha 24 anos e era técnica de enfermagem — Foto: Reprodução/RPC

Ela estava desaparecida desde sexta (1º) quando, segundo a família, saiu para encontrar amigos em Curitiba à noite. Depois, a vítima pediu um carro por aplicativo para retornar para casa junto a dois amigos, e não foi mais vista. Familiares registraram Boletim de Ocorrência (B.O.) do desaparecimento dela.

Segundo a família de Letícia, a jovem namorou o suspeito durante quatro meses e o relacionamento tinha terminado há cerca de 15 dias.

O suspeito não tem passagens pela polícia. Ao ser preso, ele chegou a indicar para a polícia o local em que descartou a bolsa e o celular de Letícia e a própria camiseta, com sangue da vítima. O Corpo de Bombeiros fez buscas durante a tarde, mas nada foi encontrado.

À RPC, o pai de Letícia contou que o suspeito, antes de ser preso, mandou uma mensagem pedindo autorização para ir até o velório da jovem. Mas, a família negou.

A defesa do suspeito disse que não vai se manifestar.

Segundo polícia, jovem chegou até condomínio onde morava em carro de aplicativo — Foto: Reprodução/RPC

Segundo polícia, jovem chegou até condomínio onde morava em carro de aplicativo — Foto: Reprodução/RPC

 

O delegado Paulo Renato Caldas de Araújo afirmou ainda que a técnica de enfermagem tinha medida protetiva contra um ex-namorado, que tinha comportamento violento contra ela.

A polícia informou que, em 2016 e em 2019, Letícia registrou boletins de ocorrência para denunciar agressões sofridas por um ex-namorado.

PUBLICIDADE LEGAL

 

PUBLIQUE SÚMULAS

FALE CONOSCO

tudoPinhais@gmail.com

(41) 36638447

41-99690-0125

 

CONTATO COMERCIAL

atendimento pelo email:

tudoPinhais@gmail.com

 

Visitantes

005290516
Hoje
Ontem
Ultima Semana
Ultimos Mêses
Este Mês
Último Mes
Total Geral
434
2413
12127
5263337
30670
203795
5290516

Your IP: 172.70.34.123
Server Time: 2021-10-16 01:58:38

Facebook