Corporação celebra aniversário com avanços como a aquisição de viaturas e equipamentos, a construção da Escola de Formação de Bombeiros e a definição do planejamento estratégico para os próximos 15 anos, com foco na modernização e no aperfeiçoamento da missão de salvaguardar a vida.

 

Conhecer o passado, analisar o presente e projetar o futuro é o que move o Corpo de Bombeiros do Paraná, que nesta sexta-feira (08/10) completa 109 anos de história. Avanços como a aquisição de viaturas e equipamentos, a construção da Escola de Formação de Bombeiros e a definição do planejamento estratégico para os próximos 15 anos indicam que a Instituição segue para a modernização e aperfeiçoamento da missão de salvaguardar o cidadão. A comemoração foi na Academia Policial Militar do Guatupê (APMG), em São José dos Pinhais (PR). Foto: Valdelino Pontes

Avanços como a aquisição de viaturas e equipamentos, a construção da Escola de Formação de Bombeiros e a definição do planejamento estratégico para os próximos 15 anos mostram o foco do Corpo de Bombeiros do Paraná na modernização e no aperfeiçoamento da missão de salvaguardar a vida. Nesta sexta-feira (08), a Corporação comemorou 109 anos com solenidade na Academia Policial Militar do Guatupê (APMG), em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, foi representado no evento pelo secretário nacional de Segurança, Carlos Renato Machado Paim. Ele foi condecorado com a medalha Carlos Cavalcanti de Albuquerque, considerada a maior honraria do Corpo de Bombeiros paranaense.

“Comemoramos a existência de uma corporação tão importante para o Paraná e vimos aqui uma instituição forte e presente no Estado, conduzida com sucesso pela Secretaria da Segurança Pública”, destacou.

Segundo ele, a visita ao Paraná é uma oportunidade de conhecer as necessidades que podem ser sanadas com apoio do Ministério. “Queremos contribuir ainda mais com essa parceria entre a Secretaria Nacional de Segurança Pública e a Secretaria de Segurança do Paraná. Precisamos estar alinhados e integrados, e pretendemos fomentar novas oportunidades”, disse Paim.

Observando as medidas sanitárias de enfrentamento à Covid-19, houve a condecoração de dezenas de militares estaduais e autoridades civis. Foram entregues as medalhas Carlos Cavalcanti de Albuquerque, major Fabriciano do Rego Barros, Coronel Sarmento e por tempo de serviço.

“Todo o aniversário ficamos reflexivos se estamos no caminho certo, e esse caminho se faz com estrutura, valorização de pessoal, para atender bem a sociedade. Nesse sentido, percebemos que o Corpo de Bombeiros cada vez mais está buscando isso e, com apoio da Secretaria, está procurando estratégias para que a sociedade se sinta mais segura e protegida”, detalhou o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

“O dia de hoje é especial tanto para os bombeiros quanto para a sociedade. Muitas vidas foram salvas por esses homens e mulheres nos atendimentos, nos combates a incêndios, entre outras missões delicadas”, ressaltou o comandante-geral da PM, coronel Hudson Leôncio Teixeira.

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Gerson Gross, com amor e dedicação, o Corpo de Bombeiros foi ganhando destaque em sua trajetória. Há mais de 30 anos na instituição, ele aponta que a modernização está em franca expansão e evidencia a qualidade do serviço prestado pelos bombeiros paranaenses, tidos como referência para outras corporações dos estados brasileiros.

“Os bombeiros fazem o melhor no dia a dia com o que têm disponível e a gente vê isso desde o início da Corporação, quando os bombeiros combatiam incêndio com linhas de balde, com veículos por tração animal, bomba a vapor, captação de água da rede pública, e hoje temos equipamentos de ponta, de padrão mundial, além de pessoas altamente capacitadas”, disse.

Os avanços tecnológicos e de estrutura acontecem com base em um planejamento estratégico para os próximos 15 anos, que vai permitir a evolução na administração da instituição, baseada na mensuração de metas e resultados. O foco é no cidadão, na modernização da gestão, na integração institucional e na valorização do bombeiro militar. O documento pode ser consultado no site www.bombeiros.pr.gov.br.

PRESENÇAS – Também estiveram presentes na solenidade o comandante do Cindacta II, coronel-aviador Kazuhiko Toda; o subcomandante-geral da PM, coronel Rui Noé Barroso Torres; o chefe do Estado-Maior da PMPR, coronel Adilson Luiz Lucas Prüsse; o coordenador Estadual da Defesa Civil, coronel Fernando Raimundo Schunig; o chefe do Estado-Maior do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Manoel Vasco de Figueiredo Júnior; o diretor-geral da Polícia Científica, Luiz Rodrigo Grochocki; o comandante do Corpo de Bombeiros de São Paulo, coronel Luiz Alberto Rodrigues da Silva; o comandante do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, coronel Edgard Estevo da Silva; o subcomandante do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, tenente-coronel Marcos Aurélio Barcelos; e representando o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, coronel Álvaro Alexandre Albuquerque Marques.