O Jornal mais lido de Pinhais

Get Adobe Flash player
Prevenir é Viver o Carnaval #VamosCombinar é o tema da campanha lançada neste ano pelo Ministério da Saúde a fim de conscientizar a população

A Secretaria Municipal de Saúde de Pinhais, com objetivo de intensificar a atenção em relação às Doenças Sexualmente Transmissíveis ressalta a importância da prevenção à AIDS, sobretudo no carnaval. Neste ano, o tema da campanha lançada pelo Ministério da Saúde a fim de conscientizar a população é “Prevenir é Viver o Carnaval #VamosCombinar”.

Além da camisinha, a nova campanha aposta nas diversas formas de prevenção para evitar o HIV e promover a qualidade de vida de quem já vive com o vírus. Estão sendo distribuídos, gratuitamente, mais de 100 milhões de preservativos em todo o país. Atualmente, 830 mil pessoas vivem com HIV/Aids no Brasil e, destas, 548 mil estão em tratamento. De acordo com pesquisa do Ministério da Saúde, os jovens são os que menos usam preservativos, razão pela qual se tornam foco da campanha.

Em Pinhais os preservativos são distribuídos rotineiramente em todas as Unidades de Saúde da Família, Centro de Controle de Agravos, Unidade de Saúde da Mulher, CAPS, UPA, CRAS, e demais pontos estratégicos.  Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o município apresenta historicamente o dobro da média nacional em casos de HIV/AIDS. Em 2016 foram notificados 66 casos da doença dos quais 20% em adolescentes e jovens na faixa etária de 15 a 24 anos. Dados preliminares apontam 46 novos casos em 2017 sendo 28% registrados em adolescentes e jovens na faixa etária de 15 a 24 anos.

 

Panorama nacional

Dados da  Pesquisa de Conhecimentos, Atitudes e Práticas na População Brasileira apontam queda no uso regular de camisinhas entre a faixa etária de 15 a 24 anos, tanto com parceiros eventuais – de 58,4% em 2004 para 56,6%, em 2013 – como com parceiros fixos – queda de 38,8%, em 2004, para 34,2%, em 2013.

Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (Pense) – realizada nas escolas de todo o país com adolescentes de 13 a 17 anos – reforça esse cenário: 35,6% dos alunos não usaram preservativos em sua primeira relação sexual. O mesmo estudo aponta que, quanto mais jovem, menor o uso da camisinha. Ao passo que 31,8% dos jovens de 16 e 17 anos não usaram preservativos em sua primeira relação sexual, esse índice sobe para mais de 40% entre os jovens de 13 a 15 anos.

 

O hábito de não usar camisinha tem impacto direto no aumento de casos de AIDS entre os jovens. No Brasil, a epidemia avança na faixa etária de 20 a 24 anos, na qual a taxa de detecção subiu de 14,9 casos por 100 mil habitantes, em 2006, para 22,2 casos, em 2016. Entre os jovens de 15 a 19 anos, o índice aumentou, passando de 3,0 em 2006 para 5,4 em 2016.

 

Serviço

O Centro de Controle de Agravos, que está localizado na Rua 15 de Novembro, 92, no bairro Centro, realiza testagem rápida para HIV, sífilis e Hepatites B e C de segunda a sexta das 8h às 16h30. Os testes rápidos estão disponíveis também nas Unidades de Saúde da Família do município.

CONTATO COMERCIAL

atendimento pelo email:

tudoPinhais@gmail.com

 

Visitantes

002408647
Hoje
Ontem
Ultima Semana
Ultimos Mêses
Este Mês
Último Mes
Total Geral
493
2058
11176
2383489
41703
61069
2408647

Your IP: 172.68.65.190
Server Time: 2018-06-23 04:59:47

Facebook