O Jornal mais lido de Pinhais

Get Adobe Flash player

Resultado de imagem para eclipse

O único eclipse total do Sol de 2019 ocorre nesta terça-feira, 2, e poderá ser visto em sua totalidade só de uma estreita faixa que cruza o Chile e a Argentina. Ainda assim, está sendo chamado de "o grande eclipse latino-americano" e "o evento astronômico do ano". Em Curitiba, o fenômeno também poderá ser visto, mas parcialmente, com cerca de 43%, segundo Anísio Lasievicz, diretor do Parque da Ciência Newton Freire Maia, em Pinhais, a Região Metropolitana de Curitiba,

Lasievicz ressalta que a dificuldade de visualização do fenômeno, que está previsto para começar por volta das 16h23, quando a Lua começa seu movimento de encobrir o Sol, e se estender até as 17h39, é exatamente o horário. "Como estaremos muito perto do horário do por do Sol, quem estiver em locais mais baixos não terá condições de ver o eclipse", afirma. 

Na capital paranaense, o eclipse do Sol sendo ocultado deve acontecer entre 17h15 e 17h35 (ápice), mas às 17h39 ele se põe totalmente. Os melhores pontos para ver o fenômeno em Curitiba será da região do Parque Tingui e Tanguá, onde há condições de ser um maior horizonte. 

Lasievicz ressalta que o um dos melhores locais para ver o fenômeno é La Serena, Chile, onde estão instalados nada menos do que 17 observatórios astronômicos. E é extremamente raro que a área de sombra de um eclipse total caia, justamente, na região de observatório de grandes telescópios. Só ocorreu duas vezes nos últimos 50 anos.

Cuidados 

Lasievicz ressalta que para observar o fenômeno é imprescindível é o uso de um filtro de segurança. Nas lojas de ferragens e ferramentas, são vendidas pequenas placas de vidro utilizadas em máscaras de Solda. "Procure pelo FILTRO Nº 14 (apenas este serve, graduações menores são inadequadas) e o utilize para observar o Sol. Entretanto, para cada 15 segundos de observação, deixe a visão descansar por 1 minuto", diz. A observação do fenômeno a olho nu pode causar danos permanentes à visão. Lasievicz orienta aos candidatos a observadores do eclipse, a  jamais olhar para o sol a olho nu com raiografias, filmes fotográficos, óculos de sol, placas esfumaçadas, binóculos, lunetas ou telescópios. 

Os habitantes da região sudoeste do estado terão uns minutos a mais para contemplar o fenômeno dado que, quando mais ao sul e mais a oeste você estiver, uma maior parcela do Sol será coberta pela Lua. A fronteira do entre Brasil, Argentina e Uruguai será o melhor ponto de observação no país.

Além da beleza do fenômeno, os Astrônomos irão repetir as medições do Eclipse de Sobral, no Ceará em 1919, que forneceu a primeira evidência observacional da Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein!

Eclipses ocorrem quando um astro bloqueia a luz solar. Um eclipse solar ocorre sempre na Lua Nova (mas não é toda a lua nova que tem eclipse, ok?), onde ocorre um alinhamento específico que faz com que a Lua bloqueie uma parcela da Lua do Sol em direção à Terra. Já o eclipse Lunar ocorre apenas na fase de Lua cheia, onde a Terra bloqueia a luz solar em direção à Lua, deixando-a avermelhada. Eclipses solares e lunares estão sempre conectados. Os lunares sempre ocorrem duas semanas antes ou após um eclipse solar!

Um eclipse solar total visível no Brasil apenas em 2045 mas, haverá um da Lua (parcial) no próximo dia 16/07/2019 e o Parque da Ciência terá uma programação especial!

La Serena

A astrônoma Duília de Melo, da Universidade Católica da América, já está em La Serena. Ela observará o eclipse com uma equipe do Observatório La Campana, em tenda montada no Atacama especialmente para isso. Como ela, também há centenas de cientistas e turistas (mais informações nesta página).

Em La Serena, a fase parcial do eclipse começará a ser observada às 15h23 e a total, às 16h39 (no horário de Brasília, será às 16h23 e 17h39, respectivamente). Por quase dois minutos, a Lua vai bloquear completamente os raios do Sol. O dia vai se transformar em noite e só será possível ver a coroa solar.

Justamente por ocorrer em uma área repleta de observatórios, o eclipse servirá a vários experimentos. Cientistas repetirão, por exemplo, o experimento feito em Sobral, no Ceará, há exatos cem anos - decisivo para corroborar a Teoria da Relatividade Geral, proposta por Albert Einstein.

"Além de tentar reproduzir o que foi feito em 1919, há outros experimentos. Tem muitos grupos fazendo estudos sobre o vento solar e a coroa do Sol", afirma Duília.

"A coroa solar, a parte externa do Sol, normalmente é invisível, porque é ofuscada pela luz", diz Cherman. "Só é visível durante o eclipse e pode trazer informações sobre a composição e o funcionamento do Sol."

Oportunidade única

Os eclipses totais do Sol não são exatamente raros. Ocorrem, em geral, duas vezes por ano. O problema é que são visíveis em sua totalidade de poucos lugares a cada vez. Sem falar que o tempo pode ficar nublado bem na hora e estragar tudo. Por isso, estima-se que as chances de uma pessoa qualquer ver um eclipse total seria de só uma vez na vida. No Brasil, o próximo está previsto para 2045.

Duília, claro, é uma exceção: será o terceiro visto por ela. "Absolutamente emocionante", conta. "Todo mundo deveria ver ao menos um na vida, para entender a força da natureza, como não estamos no controle de nada. Pessoas choram, crianças gritam, animais ficam confusos. Escurece de repente, esfria, maravilhoso. Este ano conseguiremos ver Marte e Mercúrio a olho nu. Certeza de que vou me emocionar."

f:bemparana

Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná

Um caminhão carregado com querosene explodiu e incendiou um barracão no bairro Emiliano Perneta, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, no começo da noite dessa segunda-feira (1). Segundo informações preliminares do Corpo de Bombeiros, o incidente ocorreu por volta das 19h50 e ainda não há informações sobre feridos.

Moradores das imediações relatam que ouviram explosões, o que chamou a atenção. Como no local tinha combustível, há chance de que ele tenha causado o incêndio ou ajudado na propagação.

De acordo com os Bombeiros, a ocorrência foi na rua Alto Paraná, número 1.693, perto da divisa com Curitiba. Nesse trecho da rua há vários barracões comercias de empresas como Mister, Empalux e Kinsey importadora. A luz chegou a ficar comprometida na região, devido ao incêndio.

Bombeiros foram chamados para atender a ocorrência. Uma pessoa sofreu ferimentos moderados e foi encaminhada ao Hospital Evangélico.

Segundo informações preliminares, a causa do incêndio teria sido um caminhão que teria explodido dentro de um dos barracões.

Equipes do Corpo de Bombeiros atendem à ocorrência.

 

Aproximadamente 1km será contemplado com a duplicação imediata - trecho compreendido entre a Rua Jandaia do Sul e Rua Umuarama

 

A Avenida Maringá é uma via de grande importância em Pinhais, pois facilita o acesso aos principais bairros da cidade e aos municípios vizinhos; além de estruturar o setor industrial. Diante disso, visando à melhora da capacidade de escoamento do fluxo de passagem, a Prefeitura de Pinhais fará a reestruturação do sistema viário com a duplicação da avenida.

 

A extensão total da via é de aproximadamente 4.650 metros; sendo que quase 1 km será contemplado com a duplicação imediata - trecho compreendido entre as Ruas Jandaia do Sul e Rua Umuarama.

 

Está prevista, conforme as normas técnicas pertinentes, a execução de: calçadas padronizadas em concreto poroso; ciclovia/ciclofaixa para incrementar as rotas cicloviárias, visando garantir segurança e agilidade aos deslocamentos dos ciclistas em Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ); travessias elevadas para pedestres; dispositivos de interseções viárias; iluminação pública e paisagismo.

 

Como primeira etapa dos trabalhos, neste momento as equipes da Secretaria de Obras Públicas (Semop) realizam o serviço de sondagem, que consiste em um estudo detalhado do solo. Desta forma, previnem-se problemas na execução dos processos o que ocasionará economia de recursos e de tempo.

O Grupo Muffato – quinta maior rede de supermercados do país – está com  250 vagas de emprego abertas para o Max Atacadista que está em construção na cidade de Pinhais.

Resultado de imagem para muffato

 

Há vagas para cargos de liderança, como encarregados e líderes de setor, operador de caixa, repositor, agente de prevenção, zelador, açougueiro, televendas, ajudante de armazenamento, operador de empilhadeira, auxiliar de estacionamento e balconista.

 

A maioria das funções não exige experiência, pois os contratados passarão por treinamento na Uniffato - Universidade Corporativa do Grupo Muffato -, mas é desejável que os candidatos tenham pelo menos o ensino médio e idade mínima de 18 anos. Quem tiver interesse em concorrer à função de operador de empilhadeira precisa ter o curso de habilitação para operar a máquina.

Os interessados em participar do processo seletivo devem comparecer à Agência do Trabalhador (Rua Dezenove de Novembro, 175 | Centro| Pinhais)  das 8h às 16h30, munidos de carteira de trabalho, CPF, RG e currículo para atualização de cadastro e agendamento das entrevistas de emprego junto à área de Recursos Humanos do Grupo. “A equipe da Agência do Trabalhador fará uma pré-triagem e encaminhará os candidatos para uma entrevista agendada com a nossa equipe de recrutamento”, explica a supervisora de Recursos Humanos, Alessandra Nicoletti.

 

A empresa oferece oportunidade para todos, do primeiro emprego ao colaborador experiente, inclusive da terceira idade. A prioridade de contratação é para pessoas que residam em bairros próximos à localização do empreendimento.

 

Max Atacadista Pinhais

 

Com investimento de R$ 40 milhões, o Max Atacadista de Pinhais vai gerar 400 empregos, entre diretos e indiretos, e oferece economia tanto para o consumidor final quanto para os pequenos e médios comerciantes, que podem comprar a preço de atacado sem qualquer burocracia e ainda pagar com cartão de crédito e ou débito.

 

Localizado na Avenida Ayrton Senna da Silva, próximo ao Autódromo, o atacarejo tem 12 mil mde área construída, 5 mil mde área de vendas, estacionamento gratuito com 300 vagas, além de praça de alimentação com 84 lugares e cinco lojas de serviços.

 

A inauguração do Max Atacadista de Pinhais está prevista para setembro deste ano.

 

 

Grupo Muffato

O Grupo Muffato é a quinta maior rede de supermercados do país, segundo o ranking da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), e a única 100% nacional a figurar no Top 5 das gigantes do setor. Com 57 lojas entre varejo (Super Muffato) e atacarejo (Max Atacadista), o Grupo tem 13,5 mil colaboradores diretos, além de gerar mais de 5 mil empregos indiretos. A rede atua em 19 cidades do Paraná e interior de São Paulo.

Serviço: Processo Seletivo Max Atacadista de Pinhais

Data: a partir de 27 de junho

Horário: das 8h às 16h30

Local: Agência do Trabalhador de Pinhais

Endereço: Rua Dezenove de Novembro, 175 | Centro| Pinhais

Iniciativa foi do deputado Federal Luizão Goulart, relator do Projeto que busca alternativas para incentivar a indústria da reciclagem e os catadores    

Representantes de vários municípios da Região Metropolitana de Curitiba lotaram a Câmara Municipal de Curitiba na tarde desta segunda-feira para discutir sobre reciclagem. A audiência pública de iniciativa do deputado federal Luizão Goulart (PRB-PR) reuniu 41 associações de recicladores, vereadores de 16 câmaras municipais, 13 secretários municipais de Meio Ambiente, além de técnicos, gestores e autoridades de 24 entidades para dar continuidade à implementação do projeto de Lei 7535, de autoria do deputado federal Carlos Gomes (PRB-RS), que semelhante às leis de incentivo a cultura e esporte, a ideia é captar investimentos da iniciativa privada em empreendimentos da área e oferecer, em contrapartida, dedução parcial ou integral do imposto de renda.

Como membro da Frente Parlamentar em Defesa da Cadeia Produtiva da Reciclagem, Luizão defende alternativas para incentivar, cada vez mais, o trabalho dos recicladores e aquecer a economia. Além disso, Luizão é relator na Comissão de Constituição e Justiça do Projeto de Lei 7535/2017 e por isso trouxe a discussão para a RMC. “Temos grandes desafios pela frente para diminuir o acúmulo de lixo, trabalhar a política reversa e incentivar o reaproveitamento adequado do resíduo e, é por isso que estamos buscando a participação dos catadores, indústria e Poder Público para que possamos avançar cada vez mais nesse processo”, salientou.

Presente do evento, o autor do projeto, deputado federal Carlos Gomes apresentou as metas estabelecidas pela Frente Parlamentar. Segundo ele, o objetivo é de chegar em 2022 com 10% de reciclagem do total do lixo e movimentar 40 bilhões no setor a cada temporada. Lembrando que atualmente, o país consegue reciclar apenas 10% do total do lixo que é produzido. “A indústria está na expectativa para a aprovação desta proposta, pois sabe que traz benefícios para o setor e ainda faz com que a economia ganhe um grande incremento”, destacou o deputado.

Temas em debate

A audiência não se resumiu a discutir apenas o projeto da Câmara Federal, mas também abriu espaço para um debate mais amplo pertinente aos problemas e desafios que existem na Grande Curitiba. Quem movimentou a realização da audiência na Câmara Municipal foi o vereador Professor Euler, o qual destacou a importância de movimentarmos a economia através dessa atividade.  Já o diretor do Departamento de Limpeza Pública da capital, Edélcio Reis trouxe um panorama sobre o Consórcio Metropolitano de Resíduos Sólidos; a coordenadora executiva do Instituto Lixo e Cidadania, Rejane Paredes apresentou reivindicações das cooperativas e associações de recicladores; já o Governo do Estado foi representado pelo coordenador da Divisão de Resíduos Sólidos, Laerty Dudas, que apresentou dados estaduais sobre resíduos sólidos; Mauricy Kawano, coordenador de Sustentabilidade da FIEP explorou sobre a indústria da reciclagem e por fim, o promotor do Ministério Público Alexandre Gaio palestrou sobre os aspectos da legislação. No final, todos os presentes tiveram oportunidade de fazer perguntas aos palestrantes.   
Projeto de Lei
O projeto de Lei 7535/2017 visa promover ações que estimulem a cadeia produtiva da reciclagem com vistas a fomentar o uso de matérias-primas e insumos de materiais recicláveis e reciclados, nos termos do Art. 44 da Lei nº 12.305, de agosto de 2010 – Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Além disso, o projeto prevê criação do Fundo de Apoio para Ações Voltadas à Reciclagem – FAVORECICLE e Fundos de Investimento para Projetos de Reciclagem – ProRecicle, criando alternativas de isenção de impostos às empresas.
Incentivo à reciclagem
Incentivar a reciclagem já é uma prática constante para o deputado federal Luizão Goulart. Como prefeito de Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, ajudou a criar a Associação de Recicladores de Pinhais – Arepi. Na época, a prefeitura construiu um barracão, investiu na capacitação dos catadores, adquiriu equipamentos e uniformes e ainda conseguiu crédito para compra de um caminhão. Atualmente, pelo menos 40 famílias vivem da atividade desenvolvida na Arepi. Eles são responsáveis pela separação e destinação de aproximadamente 60 toneladas de material reciclável por mês.
Acúmulo de lixo
Somados os 23 municípios que compõe o Consórcio Metropolitano de Resíduos Sólidos da Grande Curitiba, são destinados aos aterros sanitários 838,3 mil toneladas por ano, seriam 9,8 mil toneladas por mês ou 2,3 mil toneladas por dia. “Com a separação correta dos resíduos e a adesão de alternativas para o reaproveitamento do lixo orgânico, conseguiremos reduzir consideravelmente o acumulo de lixo nos aterros e combater o impactos ao meio ambiente”, explicou Luizão.

 

Este sistema tem custo mais barato de construção, manutenção quase zero e permite a permeabilização do solo

Outra importante via de Pinhais que passa por um processo de restauração é a Guilherme Weiss, que liga a região central ao bairro Estância Pinhais. Com extensão superior a 1 km, após a retirada de jerivás, no momento a rua recebe da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Obras Públicas (Semop), a construção de calçada porosa.

As obras começaram na última semana e em alguns trechos já recebem a concretagem. Este sistema de calçada tem custo mais barato de construção, tem manutenção quase zero e permite a permeabilização do solo - contribuindo com o meio ambiente, não deixando acumular água nos dias de chuva, melhorando a vida de quem circula pelo local.

A sua instalação compreende na preparação do solo, deixando-a plana e com meio fio, depois com a colocação da primeira camada de saibro, recoberta com pedra brita. A concretagem é rápida e consiste na mistura de pedrisco e cimento. Nos trechos com entrada para veículos, a Prefeitura coloca malha de aço para aumentar a resistência da calçada. Após a concretagem, equipe da Semop realiza a compactação e, em poucas horas, a calçada já está liberada para o uso de pedestres.

Outra melhoria programada para acontecer na Rua Guilherme Weiss é a substituição da iluminação por LED, serviço realizado no momento na Avenida Iraí. O LED tem durabilidade muito maior quando comparada às lâmpadas comuns, a qualidade dessa iluminação é melhor, produz menos calor, é mais econômicas e não causa impactos ao meio ambiente.

Procissão de Corpus Christi em Curitiba.  -  Foto: José Fernando Ogura/Arquivo ANPr

Serragem colorida, pó de café, cal, sal grosso e flores. A tradição de enfeitar as ruas para a passagem do Santíssimo Sacramento se repete em todos os municípios do Paraná durante o Corpus Christi. A celebração que colore as ruas das cidades, e veio para o Brasil com os imigrantes portugueses no período colonial, é mais uma opção no calendário do turismo religioso do Estado.

Desde o ano passado, a festa católica faz parte do Calendário de Eventos do Estado, destacando o turismo religioso como um dos segmentos prioritários para colocar o Paraná no mapa turístico nacional. “O Estado tem um potencial gigante a ser explorado, onde se destacam as rotas da fé. A tradição do Corpus Christi, tão arraigada na cultura brasileira, também pode ser vista como uma atração à parte nas opções turísticas do Paraná”, diz o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

CURITIBA - Em cada cidade, há uma organização para a confecção dos tapetes coloridos. Em Curitiba, por exemplo, todas as paróquias se reúnem no Centro Cívico para fazerem o tapete que chega a ter quase dois quilômetros de comprimento. Em Londrina e Maringá, no Norte e Noroeste do Estado, cada igreja promove sua própria procissão.

Para o arquiteto e doutorando em Teologia Henry Belchior da Cunha, diácono permanente da Arquidiocese de Curitiba e professor do curso de Arquitetura da PUC-PR, a simbologia e o colorido dos tapetes carregam mais que uma tradição secular e trazem, também, novas percepções de como olhar para a cidade. “Esta é a única vez no calendário litúrgico que o Jesus Eucarístico caminha pelas ruas. A intervenção que é feita para essa passagem quebra o ritmo do concreto e todo o peso da cidade e traz uma nova estética, uma renovação feita pela comunidade”, explica.

Símbolos como a hóstia, pão, cálice, o Espírito Santo, peixes e os santos da Igreja Católica estão entre os principais desenhos retratados nos tapetes de Corpus Christi. São os próprios fiéis os responsáveis pela confecção, um trabalho que traz uma forte interação social entre as pessoas. “Quem faz o tapete não tem, necessariamente, uma expertise estética, mas o resultado tem um forte apelo visual, com cores e desenhos que lembram a arte naif”, afirma o diácono.

PROCISSÕES – Centenas de pessoas se comprometem com a confecção do tapete em Curitiba, que se estende pela Avenida Cândido de Abreu e pela Rua Barão do Serro Azul, desde a Catedral até a Praça Nossa Senhora da Salette, no Centro Cívico.

A celebração começa pela manhã, com festividades e momentos de oração na praça, onde também haverá uma feira gastronômica. A missa na Catedral, presidida pelo arcebispo dom José Antônio Peruzzo, começa às 14h. Os fiéis vêm em procissão até o Centro Cívico, onde a cerimônia se encerra com um show com o padre Reginaldo Manzotti. No ano passado, mais de 100 mil pessoas participaram das festividades.

GUARAPUAVA - As 13 paróquias de Guarapuava, na região Central, reúnem-se de manhã na Praça da Fé, local que já é usado para diferentes eventos religiosos e culturais na cidade. O mesmo acontece em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, onde as comunidades e pastorais da Igreja se reúnem para, juntas, confeccionarem o tapete, que tem aproximadamente três quilômetros de extensão.

Na cidade, a procissão sai às 14h30 de frente do Asilo São Vicente e, neste ano, fará a arrecadação de cobertores, meias, luvas, cachecóis, gorros e blusas. Tudo o que for doado será encaminhado para moradores de ruas atendidos pelo Projeto Médicos de Rua, pela Casa do Menor Irmãos Cavanis, Vicentinos e pela Comunidade Deus Pai. Cerca de 50 mil pessoas são esperadas para a celebração.

OUTRAS CIDADES - Um dos principais símbolos arquitetônicos do Paraná, a Catedral de Maringá também estará ornamentada para receber a festa de Corpus Christi. Os tapetes ficarão no entorno da praça, mas as outras comunidades do município farão sua celebração de forma independente. O mesmo acontece em Londrina e em cidades menores do Estado, em que cada paróquia é responsável pelas procissões e celebrações.

TURISMO RELIGIOSO – O roteiro do Turismo Religioso paranaense passa por diversas regiões. No Centro-Sul do Estado, o município de Prudentópolis se destaca pelos templos bizantinos, construídos pelos imigrantes ucranianos que seguem a tradição ortodoxa. Em Lunardelli (Vale do Ivaí) e Siqueira Campos (Norte Pioneiro), os santuários de Santa Rita de Cássia e de Bom Jesus da Cana Verde, respectivamente, recebem milhares de fiéis todos os anos.

No Litoral, a religiosidade está presente em todos os cantos. Em Paranaguá, em meio à Praça da Fé, está o Santuário de Nossa Senhora do Rocio, padroeira do Paraná, que move milhares de romeiros a visitarem a cidade o ano todo. Na cidade também há construções do Século Dezoito, como a Igreja de São Benedito, a primeira do Sul do Brasil construída por escravos, e a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas.

Belas construções como as Igrejas de Nossa Senhora do Pilar, em Antonina, e de Nossa Senhora do Bom Sucesso, em Guaratuba, não passam despercebidas. Na Igreja de Nosso Senhor Bom Jesus dos Perdões, primeira construção de Guaraqueçaba, o altar tem forma de embarcação cuja base é um peixe esculpido em madeira, que homenageia e protege os pescadores.

Na Região Metropolitana de Curitiba, destacam-se a Igreja Santo Antônio e a Gruta do Monge na Lapa. Em Balsa Nova, a Capela de Nossa Senhora da Conceição e Tamanduá. Em Rio Negro, o Seminário Seráfico São Luis de Tolosa.

Em Campo do Tenente, o Mosteiro Trapista que recebe visitas agendadas. Em Pinhais, o Roteiro Turístico Estrada Ecológica passa por diversas chácaras, parque aquático e ainda a Capela Nossa Senhora da Luz e a Igreja Nossa Senhora do Carmo.

A iniciativa tem o intuito de mapear as questões que prejudicam o desenvolvimento da economia local

A prefeita Marli Paulino participou nesta quinta-feira, 13, do lançamento do programa Mobilização pelo Emprego e Produtividade para Todos, na sede da FIEP em Curitiba. A iniciativa é do Ministério da Economia por meio da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), realizada em parceria com os governos estaduais e o Sebrae.

O Paraná foi o terceiro estado em que o programa foi lançado. O objetivo do programa é mapear os entraves que prejudicam o desenvolvimento da economia local e apresentar soluções em prol da competitividade. A proposta chegará a todas as unidades da Federação para traçar medidas - em conjunto com empresários, empreendedores, gestores públicos estaduais e municipais - para a retomada do crescimento econômico.

Na ocasião, também foi lançado o web aplicativo Mobiliza Brasil. Por esse canal, os empresários podem sugerir melhorias para o ambiente de negócios de sua localidade. A ferramenta permite reunir sugestões e organizar dados que servirão de subsídios para a elaboração de políticas públicas. Ela já está disponível (mobilizabrasil.economia.gov.br) e, desde o dia 3 de maio, quando foi ao ar, já recebeu mais de 10 mil participações.

Logo após o lançamento, foi realizada uma reunião com prefeitos de diversos municípios do Paraná, juntamente com o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, do Governo Federal, Carlos Alexandre da Costa, o presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles e o secretário nacional de Desenvolvimento, Indústria, Comércio, Serviços e Inovação, Caio Megale, para falar sobre o trabalho do Sebrae nos municípios. A prefeita Marli Paulino aproveitou a ocasião para relatar a importância desta parceria em Pinhais. "Somos grandes parceiros do Sebrae em Pinhais, e isso tem nos auxiliado no desenvolvimento local, principalmente no que se refere aos pequenos negócios", salientou a prefeita.

O munícipe que deseja aderir ao programa deve ir à sede da Secretaria de Finanças munido de documento que comprove seu vínculo com o débito

 

Está sendo realizado no município o REFIP 2019 - Programa de Recuperação Fiscal de Pinhais. Instituído pela Lei nº 2093/2019 o programa é destinado a atender quem tem dívidas vencidas até o dia 31 de dezembro de 2018. Por meio dele, o munícipe ou a empresa, podem quitar seus tributos atrasados independente do valor da dívida ou do período.

O REFIP permite ao contribuinte pagar sua pendência com descontos e parcelado. Para o pagamento a vista, é reduzido em 100% o valor dos juros e da multa. Há também a opção de pagar parcelado em até 36 vezes, onde o valor dos juros e da multa varia de 90% a 40% de acordo com a quantidade de parcelas. Quem deseja aderir ao REFIP tem até o dia 13 de setembro para participar.

O munícipe interessado deve ir até a sede da Secretaria de Finanças munido de documento que comprove seu vínculo com o débito e fazer a adesão ao programa. É o caso de João Alberto, morador da Vila Maria Antonieta. Ele estava com um imposto atrasado há dois anos, e recentemente, esteve na Prefeitura para se informar e acertar a pendência, como o REFIP iniciou há poucas semanas ele retornou e fez adesão. "Eu achei excelente este programa, pois ele permite acertar a dívida, pagando parcelado e a um valor acessível. Eu recebi todas as orientações necessárias para o meu caso, fui bem atendido, e no final, tudo ficou excelente para mim" afirmou.

Além do atendimento realizado na sede da Secretaria de Finanças, o contribuinte pode obter informações no site da Prefeitura de Pinhais. Na página há um link com informações sobre o REFIP, uma tabela com a relação de parcelamentos e os descontos ofertados, a opção de emitir o carnê para pagamento à vista com 100% de desconto em juros e multa e um simulador para calcular o valor das parcelas.

Serviço

O contribuinte pode aderir ao REPIF 2019 até o dia 13 de setembro. O interessado deve ir até a Secretaria de Finanças que fica na Avenida Camilo Di Lellis, 453, Centro, de segunda a sexta-feira, no horário das 8h30 às 16h30.

Tecnologia impossibilita o acúmulo de água, contribuindo com o meio ambiente, e melhora a trafegabilidade do local

A equipe da Secretaria de Obras Públicas (Semop) de Pinhais iniciou os trabalhos de instalação de calçada porosa ao longo de toda a Rua Guilherme Weiss, que liga o Centro com o bairro Estância Pinhais. São cerca de 2 km de calçada, nos dois sentidos dessa importante via.

As obras começaram nas proximidades da rotatória com a Rua 24 de Maio e seguem até a divisa com Curitiba. A instalação da calçada porosa inicia com escavação, nivelamento e estruturação da base, e conta ainda com a colocação de meio fio, ajustes no sistema de drenagem, finalizado com a colocação do concreto poroso.

Esta tecnologia de calçamento não permite o acúmulo de água, contribuindo com permeabilização do solo e com as pessoas que a utilizam, pois não deixa poças com água. Além dessas vantagens, este calçamento tem durabilidade maior em comparação com o convencional, manutenção quase zero e execução da obra relativamente rápida.

Propostas foram protocoladas e aguardam solução para duas vias importantes do município

O secretário de Governo, Ricardo Pinheiro, esteve em Brasília nesta terça-feira, 11, para buscar soluções sobre dois pontos importantes em Pinhais. Junto com o Deputado Federal Luizão Goulart, participou de audiência com o Diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT, Weber Ciloni, para tratar da ampliação da travessia da linha férrea com a criação do binário da Vargem Grande e também sobre a adequação da obra da trincheira do Atuba, que permitirá uma ligação com o Bairro Alto em Curitiba.

De acordo com o secretário, as soluções propostas foram bem aceitas pela ANTT. "Foi uma reunião importante, pois os envolvidos demonstraram empenho em nos auxiliar nesses assuntos. Fizemos um protocolo solicitando essas alterações e agora vamos aguardar para que o assunto seja resolvido o mais breve possível", disse Ricardo Pinheiro.

CONTATO COMERCIAL

atendimento pelo email:

tudoPinhais@gmail.com

 

Visitantes

003522339
Hoje
Ontem
Ultima Semana
Ultimos Mêses
Este Mês
Último Mes
Total Geral
1225
2174
8009
3496470
41763
68764
3522339

Your IP: 172.69.63.25
Server Time: 2019-09-18 12:41:25

Facebook