O Jornal mais lido de Pinhais

Get Adobe Flash player

EDIÇÃO DO MÊS

DEZEMBRO

NOVEMBRO 

OUTUBRO 

SETEMBRO 

AGOSTO

JULHO

JUNHO

MAIO

ABRIL

MARÇO

FEVEREIRO

JANEIRO

 

Curitiba

 

O prefeito Rafael Greca e o governador Beto Richa inauguraram nesta quinta-feira (29/3), dia do aniversário de 325 de Curitiba, o Espaço Ceasa Cidadania e Saúde. O antigo centro de eventos da unidade passará a receber uma série de atividades voltadas à saúde e cidadania dos produtores, permissionários e demais trabalhadores que atuam no mercado atacadista, além de atender também a comunidade.

Richa e Greca assinaram ainda um contrato que prevê o repasse para Prefeitura construir uma nova unidade de saúde que atenderá a comunidade Palmeiras, na região da Ceasa. “Quem trabalha alimentando as famílias curitibanas merece todo respeito e atenção do Poder Público”, disse Greca. “Estou muito feliz em inaugurar esse grande espaço que trará mais dignidade aos trabalhadores da nossa Ceasa.”

Canal de diálogo
O projeto do Espaço Cidadania e Saúde foi criado para estabelecer um canal permanente de diálogo entre a sociedade e as instituições. “Fortalecemos os serviços da Ceasa. Um exemplo disso é o programa Banco de Alimentos que hoje gera mais de 200 toneladas de alimentos às entidades do Paraná” afirmou o governador.

Richa também entregou um caminhão novo para auxiliar o trabalho dos produtores da unidade.

Eventos em série
O espaço terá um papel importante para o público interno da Ceasa e para a população do entorno, que faz parte da Regional Tatuquara.

Estão programados inicialmente eventos em oito datas, quando serão realizadas palestras sobre saúde do trabalhador; exploração sexual; trabalho infantil; combate ao uso de drogas; temas ligados a hepatites, entre outras enfermidades; malefícios do tabagismo; posse responsável de animais; doação de órgãos; saúde do idoso, da mulher e do homem, entre outros temas.

O diretor-presidente da Ceasa, Natalino Avance de Souza, agradeceu o governo estadual e municipal pela parceria e destacou o trabalho dos produtores e permissionários da unidade. “A intenção é termos, além das palestras e orientações técnicas, um mutirão de serviços em cada uma dessas ações na Ceasa Curitiba”, disse.

Mais saúde
A nova Unidade Básica de Saúde será construída em terreno cedido pela Ceasa. O Estado fará repasse de R$ 2 milhões para a prefeitura de Curitiba para elaboração do projeto e construção.  “A Secretaria Municipal da Saúde irá garantir as equipes profissionais para atuar na unidade. O posto de Saúde irá atender 12 mil pessoas da região, inclusive os profissionais da Ceasa, e, quando entregue, irá substituir a atual Unidade Palmeiras, que seguirá em funcionamento”, explicou a secretária Municipal da Saúde, Marcia Huçulak.

Presenças
Estiveram presentes no evento a secretaria estadual da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, o vice-prefeito e secretário municipal de Obras Públicas, Eduardo Pimentel, o secretário de Governo Municipal, Luiz Fernando Jamur, o secretário municipal de Esportes, Marcello Richa, o deputado federal Luciano Ducci e o deputado estadual Mauro Morais, o presidente da Câmara de Vereadores, Serginho do Posto, os vereadores Mauro Bonato, Ezequias Barros, Rogério Campos, Zezinho do Sabará, Beto Morais, Maria Letícia e Sabino Pícolo e os administradores regionais da cidade.

 

Escola vencedora levou para a rua o tema 'Quem canta seus males espanta. Onde está o dinheiro? Quem foi o gato que comeu?', para falar sobre a corrupção no país.

Mocidade Azul é a campeã do carnaval em Curitiba (Foto: Reprodução/RPC)

Mocidade Azul é a campeã do carnaval de Curitiba em 2018. O desfile foi realizado no sábado (10), na rua Marechal Deodoro, no Centro. É o quarto título consecutivo da escola de samba.

A vencedora levou para a rua o tema “Quem canta seus males espanta. Onde está o dinheiro? Quem foi o gato que comeu?", para falar sobre a corrupção no país.

"Foi um enredo polêmico, sem atacar, sem ofender ninguém, que mexeu com o povo. Caiu nas graças do povo, os jurados entenderam a mensagem e o resultado tá aí", comentou o presidente da Mocidade, Altamir Jorge Lemos.

O samba enredo, segundo os organizadores, foi uma forma de criticar a crise, a falta de ética e a corrupção, e lembrar que, por meio da arte, é possível voltar a sonhar e ter esperança num país melhor.

CONTATO COMERCIAL

atendimento pelo email:

[email protected]

 

Facebook