O Jornal mais lido de Pinhais

Get Adobe Flash player

Curitiba

Vans do programa Família Paranaense para a Fundação de Assistência Social (FAS) de Curitiba. A entrega aconteceu durante o Mutirão da Cidadania, na Cidade Industrial de Curitiba. O prefeito Rafael Greca acompanhou o governador no evento.

Os transportes são usados ​​para atendimento das famílias que moram mais distantes dos Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e que têm maior dificuldade de locomoção até como unidades. Também darão suporte a 45 Cras da Capital de maneira itinerante. 

O governador Beto Richa destacou que as ações de desenvolvimento social são prioridades do Governo do Estado. “Um governo só se justifica quando cria ações que melhorem a vida das pessoas e o programa Família Paranaense é o exemplo, pois traz várias possibilidades àqueles que mais precisam”, disse o governador.

Ele ressaltou que durante sua gestão como prefeito Curitiba foi considerada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) a cidade brasileira que mais reduziu os índices de pobreza (-65%). 

A secretaria Fernanda Richa explicou que as vans foram doadas pela Renault como contrapartida pelos incentivos fiscais concedidos durante a instalação da montadora no Paraná. Ao todo, a montadora já entregou 17 veículos no valor de R$ 170 mil cada.

“Curitiba aderiu ao programa Família Paranaense e está sendo contemplada com duas vans para que os atendimentos cheguem aos locais com mais dificuldade de acesso. Estamos chegando a todas as regionais para que todas as famílias tenham o atendimento do programa”.

A FEIRA – O Mutirão da Cidadania começou na quinta-feira (26) e oferta cerca de 200 diferentes serviços gratuitos nas áreas da saúde, educação, segurança e desenvolvimento social, além de atendimento da Copel e da Sanepar para os moradores dos bairros Augusta, Riviera, CIC e São Miguel.

Durante o Mutirão também foram entregues 41 títulos de propriedade para as famílias da regional. São quatro escrituras definitivas e 34 contratos de compra e venda que contemplam moradores da Ferrovila Sete, Moradias Irati, Osvaldo Cruz II, Paqueta e Tramontina. 

Richa afirmou que o Mutirão da Cidadania - parceria do Governo do Estado e Prefeitura de Curitiba - facilita o acesso da população aos serviços a diversos serviços, vários deles diretamente relacionadas à garantia da cidadania.

“Essa é uma parceria de trabalho para a reconstrução de Curitiba. É dever do poder público levar cidadania às pessoas” afirmou o governador. Ele destacou também que além dos serviços oferecidos no mutirão, houve limpeza de ruas, operação tapa-buraco e melhoria na iluminação pública da região. “Colocamos todos os serviços no meio do bairro, que é onde o povo vive”, acrescentou o prefeito Rafael Greca.

Foram realizados cerca de 30 mil atendimentos desde o início da mutirão e a expectativa é terminar o dia com 50 mil. Dos atendimentos, 1,4 mil foram pedidos de carteiras de identidade e 300 referem-se a encaminhamentos para entrevistas  de emprego.

Marli da Silva, moradora do CIC, aproveitou o Mutirão da Cidadania para colocar em dia a documentação dos enteados Vitoria e Odilon . “Estava tentando fazer o RG deles. Fiquei sabendo do Mutirão e já consegui encaminhar o RG e também o CPF dos dois sem precisar gastar nada”, disse. “Vale muito a pena, ajuda muito as pessoas”.

Os moradores da região puderam ainda consultar oportunidades de emprego, atualizar cadastro para acesso a serviços do Estado e do município ou atualizá-lo para inclusão em programas sociais. Na área da saúde o público teve acesso a testes rápidos, como medição da pressão arterial ou para detectar doenças sexualmente transmissíveis.

Até o fim do ano todas as regionais de Curitiba receberão uma edição do evento. A próxima será no Tatuquara entre 16 e18 de novembro. “Hoje mesmo já começamos a organizar o próximo mutirão”, disse o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel. 

PRESENÇAS  - Também não é a autora da governadora Cida Borghetti, os segredos do Estado José Richa Filho (Infraestrutura e Logística), João Luiz Fiani (Cultura), Norberto Ortigara (Agricultura e Abastecimento) e Luciano Pizzato (de representação do Paraná em Brasília O presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, eo presidente da Copel, Antônio Guetter, passaram pela feira deputado federal Luciano Ducci, uma deputada estadual Maria Victoria.

A unidade da Setran na Rua Benjamin Constant, no Centro, atende diariamente uma média de 40 pessoas que vão fazer a credencial para usar as vagas de estacionamento exclusivas para idosos e pessoas com deficiência ou com dificuldade de locomoção. O grande movimento na sede administrativa faz com que o tempo de espera por atendimento chegue a 30 minutos. Enquanto isso, as unidades que funcionam em sete das dez administrações regionais atendem, por dia, de 5 a 15 pessoas e o tempo de espera é bem menor.

Silvia Nunes, coordenadora de Atendimento do Trânsito da Setran, diz que é importante que o usuário dê preferência aos postos próximos de sua casa. Os Núcleos Regionais de Atendimento do Trânsito funcionam nas Ruas da Cidadania do Bairro Novo, Boa Vista, Cajuru, Boqueirão, Pinheirinho, Fazendinha/Portão e Santa Felicidade. Este ano, de janeiro a junho, foram emitidas 7.414 credenciais. Enquanto na sede administrativa foram feitas 30% das emissões, núcleos como o do Bairro Novo responderam por apenas 4% do volume total de credenciais expedidas. Na Rua da Cidadania do Fazendinha foram 9%.

A aposentada Denise do Rocio Meira mora na CIC, regional sem Núcleo de Atendimento do Trânsito. Por isso, foi até o Fazendinha/Portão e rapidamente fez a credencial. “Esse serviço facilita nossa vida porque os estacionamentos estão sempre lotados, mas sempre há vaga para idoso”.

Janete Ferreira, também aposentada, mora no Portão, e optou por fazer a credencial ali na região mesmo, perto de casa.

Documentos

Para conseguir a credencial é preciso apresentar documento de identidade oficial, comprovante de residência em Curitiba, atual e em nome da pessoa que vai ser credenciada, e laudo médico do Detran (se o credenciado for o condutor) ou declaração do médico informando o grau de deficiência.

Quem tem direito a usar essas vagas são os idosos (com idade igual ou superior a 60 anos) e as pessoas com deficiência. Mas sempre mediante a apresentação da credencial que é emitida pelo órgão de trânsito municipal.

Nas cidades que não contam com esse órgão, o atendimento é feito pelo Detran ou pela Ciretran mais próxima do município. A pessoa que tem o direito ao benefício – mesmo que não seja o proprietário e/ou o condutor do veículo – deve estar presente na apresentação dos documentos e na retirada da credencial.

Infração

A credencial deve ser usada para ocupar uma das 889 vagas preferenciais das áreas de EstaR em Curitiba. A mesma regra vale para as vagas em locais privados, como supermercados e shoppings, por exemplo.

O uso irregular dessas vagas é uma infração de trânsito gravíssima, punida com multa de R$ 293,47 e sete pontos na carteira de habilitação. Silvia Nunes frisa que a multa é aplicada ao condutor idoso ou com deficiência se, ao estacionar, não tiver a credencial ou não deixar o documento exposto no painel do veículo.

Apesar de a natureza da infração ter passado de leve para grave no ano passado e para gravíssima neste ano, o número de motoristas multados cresceu em Curitiba. Em 2014 foram 8.894 notificações por estacionar em vagas para idosos e em vagas para pessoas com deficiência. Em 2015 foram 10.976, em 2016 foram 11.931 e este ano, de janeiro a maio, foram 4.367.

Como usar

A credencial de estacionamento para vagas especiais vale em todo o território nacional. Ela só pode ser usada pelo titular ou pelo motorista que estiver transportando o titular da credencial naquele momento. Ela é da pessoa e não do veículo. Então, o idoso ou a pessoa com deficiência pode usar em qualquer carro.

Em Curitiba, o uso da credencial não isenta do pagamento pelo uso da vaga. Então, é preciso lembrar de usar também o cartão do Estar.

 

Veja onde buscar atendimento

Rua da Cidadania do Bairro Novo

Rua Tijucas do Sul, 1.700 – Sítio Cercado

Segunda a sexta, das 8h30 às 17h *

 

Rua da Cidadania do Boa Vista

Avenida Paraná, 3.600 – Bacacheri

Segunda a sexta, das 8h30 às 17h

 

Rua da Cidadania do Boqueirão

Rua Tenente Francisco Ferreira de Souza, 8.430 – Boqueirão

Segunda a sexta, das 8h30 às 17h

 

Rua da Cidadania do Cajuru

Rua Pandiá Calógeras, 151-233 – Cajuru

Segunda a sexta, das 8h30 às 14h

 

Rua da Cidadania do Portão

Rua Carlos Klemtz, 1.726 – Fazendinha

Segunda a sexta, das 8h30 às 17h *

 

Rua da Cidadania do Pinheirinho

Avenida Winston Churchill, 2.033 – Pinheirinho

Segunda a sexta, das 8h30 às 17h *

 

Rua da Cidadania de Santa Felicidade

Via Veneto, 42 - Santa Felicidade

Segunda a sexta, das 8h30 às 17h

 

* Poderá estar fechado durante o expediente por 1 hora, para intervalo

CONTATO COMERCIAL

atendimento pelo email:

tudoPinhais@gmail.com

 

Facebook